Laudas Críticas

O morto da discórdia do sistema Cantareira

Operários testam captação de água no sistema Cantareira, em Joanópolis (SP). Imagem: Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Operários testam captação de água no sistema Cantareira, em Joanópolis (SP). Imagem: Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Depois de divergirem sobre o percentual de água disponível para abastecimento no sistema Cantareira, post de quarta-feira, a Sabesp e o comitê anticrise criado em fevereiro pelos governos estadual e federal têm mais uma discordância. Desta vez, a discrepância não é sobre a forma de cálculo de um indicador. O desacordo está na própria quantidade de água da reserva conhecida como volume morto, que começou a ser usada no dia 15 para garantir a continuidade do abastecimento de cerca de 9 milhões de habitantes da Grande São Paulo. Leia o post completo em meu blog na Folha de S. Paulo.

Anúncios

Written by Mauricio Tuffani

sábado, 24/05/2014 às 8:39

%d blogueiros gostam disto: