Laudas Críticas

Autores admitem fraude em estudo que serviu de argumento contra células-tronco

with 4 comments

Volume 146, Issue 3, p359–371, 5 August 2011Na semana passada, a prestigiada revista científica norte-americana Cell reconheceu oficialmente que houve fraude em um estudo publicado em sua edição de 5 de agosto de 2011. Na época, as conclusões desse trabalho foram usadas como argumento contra a necessidade de pesquisas com células-tronco embrionárias humanas (CTEHs).

O artigo da pesquisa coordenada por Liang Qiang, da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, anunciou a obtenção de neurônios a partir de células da pele de pacientes portadores de Alzheimer.

Desse modo, o estudo apontava para o desenvolvimento de terapias para essa e outras doenças neurológicas crônicas dispensando o uso de CTEHs, que tem sido contestado por argumentos baseados na comparação desse tipo de pesquisa com abortos. (Ver reportagem “Cientistas produzem neurônios a partir de células de pele humana“, do G1.)

Manipulação indevida

A retratação publicada na Cell citou nominalmente um dos membros da equipe como responsável pela manipulação indevida de células usadas no trabalho:

Também apresentamos análises moleculares de células com marcadores associados a Alzheimer. O Dr. Ryousuke Fujita, que foi responsável especificamente e apenas pelas análises moleculares da patologia de Alzheimer associada, reconheceu não só ter manipulado inapropriadamente painéis de imagens e seus dados, mas também ter distorcido o número de repetições realizadas (…) Estamos no processo de repetir essas análises. Considerando esses resultados, acreditamos que a linha de ação mais apropriada é recolher o paper. Lamentamos profundamente esta circunstância e pedimos desculpas para a comunidade.

Caronas indevidas

Ao ler o post do dia 11 do blog Retraction Watch  sobre a retratação, lembrei-me desse estudo, mas muito mais em função de ele ter sido usado como argumento contra as pesquisas com CTEHs. Inclusive no Congresso Nacional, onde o deputado Henrique Afonso (PV-AC), na época integrante da bancada do PT, fez um pronunciamento em plenário. Referindo-se a essa pesquisa e à votação da Lei de Biossegurança, o parlamentar proclamou sua

alegria ao descobrir que estava certo o tempo todo em não votar a favor da manipulação das células embrionárias. Quero registrar que valeu a pena ser tachado de religioso, fanático, retrógrado.

Na verdade, este Parlamentar estava, em todo o momento, apenas defendo a vida e combatendo uma crueldade desnecessária.

Divido esta minha alegria com todos os demais Deputados que também votaram contra o tema, especialmente com os membros da Frente Parlamentar Evangélica que resistiram a todas as pressões e críticas e não fugiram de suas convicções.

Isso deve servir de alerta, entre os inimigos da pesquisa de células-tronco, para aqueles que ficam de plantão à espera de novidades da ciência aparentemente úteis como munição. Não se deve ir com muita sede aos potes que surgem pelo caminho, pois sua água pode estar contaminada. Na verdade, o alerta vale para todos os que apelam para o vale-tudo em diversos tipos de cruzadas, inclusive fora do âmbito da ciência.

 

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Quem me conhece sabe que sou católico militante e como tal vejo as pesquisas com células tronco embrionárias com enorme dificuldade ética. Contudo, em hipótese alguma, é admissível discutir essa questão com base em fraudes científicas ou falácias. Ainda bem que a revista descobriu a fraude e a publicou. Fico profundamente triste com os argumentos usados nesse simulacro de debate que existe nessa questão. Um embrião já é vida humana? Para mim, é vida, mas será que posso radicalizar nessa defesa? Em que medida posso relativizar essa questão? Os embriões congelados antigos são realmente inviáveis para FIV? Em que medida essas pesquisas com embriões são realmente imprescindíveis? Aguardo um debate melhor…

    Geraldo Majela Pessoa Tardelli

    segunda-feira, 14/04/2014 at 16:39

  2. Olá, Geraldo.

    Pelo simples fato de você questionar se pode radicalizar na defesa de sua opinião de que um embrião já é vida, sua atitude é a de uma pessoa que busca o conhecimento.

    Não sei se você o post de sábado no meu blog na Folha. Repare que lá consta que as instituições de pesquisa com células-tronco embrionárias humanas (CTEHs) se comprometeram a usar somente embriões com a) no máximo sete dias de desenvolvimento, b) obtidos a partir de técnicas de reprodução assistida e c) ainda não implantados em útero. Sobre esse limite de desenvolvimento, acho que vale a pena observar os critérios possíveis de definição de início da vida na tabela da página http://www.bioetica.ufrgs.br/inivida.htm.

    Isso dá uma boa discussão.

    Abraço.

    Mauricio Tuffani

    segunda-feira, 14/04/2014 at 17:07

  3. Mauricio, um ponto que talvez faltou de se mencionar, é que sites como Pubpeer estão contribuindo para a descoberta de más-condutas científicas.
    Uma outra coisa, é que cada vez mais estão aparecendo comentários no Pubpeer e Retraction Watch sobre problemas em artigos de pesquisadores brasileiros. Algúns exemplos:
    http://retractionwatch.com/2013/06/07/a-mega-correction-for-rui-curi-whose-lawyers-threated-to-sue-science-fraud-org/
    https://pubpeer.com/publications/19767830
    https://pubpeer.com/publications/789260B88E9A517952E8FCBC2DE8FB#fb7621
    Uma coisa que também sinto, é que ou não se conhece ou não quer se falar desse tipo de problemas no Brasil…

    Samantha Teixeira

    terça-feira, 15/04/2014 at 8:08

  4. Cara Samantha,

    Na verdade, no ano passado a imprensa de São Paulo foi atrás desse tema, especificamente do caso que você indicou. A Folha (ver matéria) e o Estadão (ver matéria) noticiaram posteriormente que não se comprovou fraude por parte do pesquisador a que se refere esse caso.

    Eu mesmo publiquei recentemente o post “Pesquisador que revelava fraudes científicas vive receio de ações judiciais e retaliações“, sobre a situação que enfrenta o autor do blog Science Fraud.

    Tenho interesse nesse tema e acompanho os sites que você indicou. Estou à disposição para sugestões a partir de outras informações.

    Obrigado.

    Mauricio Tuffani

    terça-feira, 15/04/2014 at 9:22


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: