Laudas Críticas

Laboratório remove link de ‘partícula-fantasma’

with one comment

Este é apenas um registro de mais um fato curioso relacionado aos acontecimentos relatados neste blog em “A partícula-fantasma e o conselho de ‘Deep Throat’” (08/11/2008). O link para o paper sobre o experimento — que para alguns seria o prenúncio de grandes novidades na física — não está mais na página de publicações e pré-prints do site do Fermilab (Laboratório-Acelerador Nacional Fermi). No entanto, ele continua acessível na rede arXiv.org, que armazena dados sobre artigos e pré-publicações científicas e é gerenciada pela Universidade Cornell com apoio da Fundação Nacional da Ciência, dos Estados Unidos.

Só para lembrar os fatos anteriores que aguçam a curiosidade: 1) o relato de um experimento é redigido e disponibilizado na rede arXiv.org muito rapidamente para os padrões acadêmicos; 2) um terço dos cerca de 600 cientistas que habitualmente assinam os artigos sobre trabalhos desse centro não o fez dessa vez; 3) os resultados obtidos são noticiados pela revista britânica New Scientist como possibilidade de descoberta de uma nova partícula, destacando que o bilionário complexo LHC (Grande Colisor de Hádrons), na Suíça, não consegue dar seus primeiros passos; 4) surge, dez dias depois do primeiro relato, uma segunda versão sem os nomes de 38 dos 405 físicos signatários da anterior. E, como pano de fundo, a situação de crise financeira do Fermilab.

Uma discussão acirrada entre físicos sobre esse experimento e seus papers surgiu em blogs de especialistas desde a publicação do primeiro, em 29/10/2008. O blog A Quantum Diaries Survivor, do italiano Tommaso Dorigo, do Instituto Nacional de Física Nuclear, em Pádua, foi palco dos principais tiroteios. Perguntei em particular por e-mail a um dos debatedores por que eles não estavam até então comentando a retirada das 38 assinaturas, e ele me disse que isso seria “má publicidade” para o Fermilab, que “enfrenta dificuldades”.

Em meio a essas discussões, nas quais muitos físicos se esforçaram a todo custo para justificar hipóteses sobre o experimento da discórdia, Dorigo — que foi acusado de fazer “críticas não-construtivas” — citou uma frase interessante do grande físico e matemático britânico Freeman Dyson:

O dever profissional de um cientista confrontado com uma teoria (ou dados) nova e empolgante é tentar provar que ela está errada. É desse modo que a ciência funciona. Esse é o caminho que faz a ciência permanecer honesta. A crítica é absolutamente necessária para permitir uma compreensão melhor.

<<< Página Principal

Written by Mauricio Tuffani

sexta-feira, 21/11/2008 às 13:35

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] pré-prints do site do Fermilab (Laboratório-Acelerador Nacional Fermi). … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: