Laudas Críticas

ONG engole retórica da queda do desmatamento

with 2 comments

Só mesmo a convicção de que há problemas seriamente encobertos para me provocar a perpetrar mais um post nest blog devezenquandário.

O jornal francês Le Monde, em sua edição de ontem (28/02), ressaltou a reação do presidente Lula à proposta de criação da Organização das Nações Unidas para o Meio Ambiente, feita pelo presidente francês Jacques Chirac no começo de fevereiro. A matéria “Le Brésil redoute l’instauration de critères écologiques internationaux”, assinada por Annie Gasnier, correspondente no Rio de Janeiro, destaca que Lula desencadeou uma campanha para “exigir dos países ricos” a redução da poluição provocada por eles.

O que me chamou a atenção na matéria foi o comentário, atribuído pela reportagem ao Greenpeace Brasil, sobre a evolução dos dados de desmatamento da Amazônia. O governo, segundo a matéria, “não aceita as críticas internacionais contra a degradação da floresta tropical no Brasil. Ele opõe a elas estatísticas recentes, que mostram, entre 2003 e 2006, uma redução de 52% do desmatamento.”

Diz o texto do Le Monde que o Greenpeace Brasil reconhece essa queda, atribuída principalmente às ações governamentais contra a exploração ilegal da madeira, mas que a entidade se preocupa com o fato de as queimadas na Amazônia e seus “enormes focos de fumaça” representarem 75% da poluição no Brasil e colocarem o país no quarto lugar no ranking mundial dos emissores de dióxido de carbono.

O comentário atribuído ao Greenpeace Brasil está correto e é pertinente, tanto no que se refere a reconhecer o esforço do governo federal, quanto no que diz respeito à gravidade da contribuição das queimadas para o aquecimento global. Mas o que me preocupa é o que a entidade ambientalista não disse ou, se disse, a matéria não registrou – o fato de que, mais uma vez, estamos diante de estatísticas que não devem ser comemoradas de imediato.

A explicação de minha atitude antiotimista com relação ao governo e de “pegar no pé” do Greenpeace Brasil está disponível, para os que estiverem com paciência de conferi-la, no post anterior (“Amazônia: ainda é cedo para comemorar”), escrito há algum tempo — e bota tempo nisso.

<<< Página Principal

Written by Mauricio Tuffani

quinta-feira, 01/03/2007 às 7:57

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. ah, sim, o link para a materia da Science está errado, não leva a lugar algum. Vc teria o link correto?

    obrigado!

    Jorge Cordeiro

    segunda-feira, 05/03/2007 at 16:15

  2. Jorge, você se refere a outro post, posterior a este: “Mídia omite decisões judiciais sobre transgênicos”, de 04/03. Testei o link e ele está funcionando, mas exige senha cadastrada. Abraço.

    Maurício Tuffani

    segunda-feira, 05/03/2007 at 17:10


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: