Laudas Críticas

Que o apelo à Lei de Imprensa saia pela culatra!

with 6 comments

Idéias se combatem com idéias. Mas há aqueles que preferem apresentar seus argumentos por meio da coerção. Roberto Romano, professor de ética e filosofia política da Unicamp (e também colega blogueiro por meio do Filosofia Política), escreveu na revista Primeira Leitura a resenha “Uma fábula hegeliana” sobre livro de autoria de um respeitável acadêmico (sem nenhuma ironia) cujo nome permanecerá excluído deste post. O motivo desta omissão é justamente não dar ao indigitado o destaque que buscou por meio do apelo à Lei de Imprensa.

Em prol da saída pela culatra desse apelo à força, peço a todos que dêem a máxima divulgação ao texto de Romano, que está disponível online no Blog do Tambosi, do professor Orlando Tambosi, do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina. Por ter veiculado a resenha, e sem ter sido solicitado a dar espaço a uma réplica — que publicaria em respeito ao espírito do livre debate de idéias — Tambosi foi instado com base na Lei de Imprensa, por advogados do autor criticado, a publicar um “direito de resposta”. Uma pena para o indigitado intelectual, que tem uma carreira notável.

Um mundo cada vez mais grosseiro e pobre de espírito. Ainda no final do ano assisti na TV ao filme La Grand Illusion, de 1937, dirigido por Jean Renoir (1894-1979), no qual Jean Gabin, Pierre Fresnay e Marcel Dalio representam três oficiais franceses derrubados em combate, na Primeira Guerra Mundial, por um piloto alemão (Erich von Stroheim), que em seguida os acolhe como prisioneiros com respeito e cavalheirismo. (Por outro lado, há cerca de quatro anos, uma professora universitária provocou-me para uma discussão acadêmica sobre uma reportagem minha, mas na hora em que se viu em apuros e sem argumentos exigiu ser tratada como “consumidora”.)

Voltando ao caso em pauta, ele me faz lembrar o livro Na Toca dos Leões — A História da W/Brasil, de Fernando Morais, que teve aumento de suas vendas assim que foi objeto de ação judicial por parte do deputado Ronaldo Caiado, no ano passado. Que seja assim agora com Tambosi e Romano. Portanto, peço a todos que divulguem:

“A formiga que marchava contra o império: uma fábula hegeliana”, de Roberto Romano (no Blog do Tambosi).

Nada contra o direito de opinião do indigitado acadêmico (cuja réplica está acessível no endereço acima indicado, mas devidamente caracterizada, ou melhor, merecidamente rebaixada à condição de “direito de resposta”). Apenas um lobby contra o apelo a certos expedientes.

Bom 2006 a todos.

<<< Página Principal

Written by Mauricio Tuffani

segunda-feira, 09/01/2006 às 12:48

Publicado em Jornalismo, Política

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Caríssimo Tuffani,

    obrigado pela força.

    Teus argumentos, como de hábito, foram certeiros.
    Destaco a primeira frase, que diz tudo,e é o que também penso: “idéias se combatem com idéias.”
    Não é o que pensam, claro, as mentes autoritárias.

    Abração, Tambosi

    Tambosi

    segunda-feira, 09/01/2006 at 20:09

  2. Tuffani,
    gostaria de cumprimentá-lo pela excelência e seriedade do texto sobre esse inusitado affair que envolveu Romano e o meu velho amigo Orlando Tambosi, com o qual trabalhei durante longo tempo na imprensa de Florianópolis, onde vivemos. É a primeira vez que entro aqui, embora já tenha lido seus escritos em outros lugares, como no OI, por exemplo. Também tenho um bloguinho http://oquepensaaluizio.zip.net e talvez tenha sido o primeiro a repercutir esta notícia. A hora que lhe sobrar um tempinho, dê um pulo lá. Ficarei muito honrado com a sua visita pelo fato de que vc é um dos grandes profissionais da imprensa brasileira.
    Cordial abraço do
    Aluízio Amorim
    http://oquepensaaluizio.zip.net

    Aluizio Amorim

    terça-feira, 10/01/2006 at 2:49

  3. Um abraço Tuffani, acessei seu blog e o coloquei na relação de links favoritos do meu blog Filhos da Pauta, que Tambosi conhece. Se vc puder incluir o meu blog na lista de favoritos do seu eu e meu amigo daniel, outro blogueiro, agradecemos. O endereço é:

    http://filhodapauta.blogspot.com

    Abs

    Léo Alves

    quinta-feira, 12/01/2006 at 18:25

  4. mas não é isso o que “indigitado” queria: espaço para defender suas idéias? E não vamos esquecer que “Primeira Leitura” é um espaço de uma, digamos, rígida “Weltanschaung”.
    Mas lendo o texto e a resposta, fiquei com a impressão de tratar-se mais de uma disputa política (para não dizer partidária) do que de visões de mundo e ideologias. Mas deve ter sido minha leitura apressada.

    Anonymous

    sexta-feira, 13/01/2006 at 9:27

  5. Caro Léo,

    Já está lá, com prazer. Obrigado pela atenção.

    Maurício Tuffani

    sexta-feira, 13/01/2006 at 12:13

  6. Prezado anônimo,

    Obrigado pela atenção, mas faço duas observações: 1) por não ter sido nem sequer solicitado diretamente à Primeira Leitura e ao Blog do Tambosi, o espaço para defender idéias nem sequer chegou a ser negado, o que torna o recurso à Lei de Imprensa um desnecessário reconhecimento desse entulho; 2) não entrei no mérito do que disseram Roberto Romano e o indigitado, uma vez que meu foco foi tão-somente o expediente empregado por este último. Saudações.

    Maurício Tuffani

    sexta-feira, 13/01/2006 at 17:46


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: